aumentos-de-vendas-online.jpg

No varejo online o principal ponto de tensão está no preço do produto, afinal com a facilidade de pesquisar preços, o e-consumidor pode namorar um produto na sua loja e acabar fechando na concorrência. Fato que esse é um comportamento padrão do consumo online.

Nem sempre o melhor prazo de entrega, as melhores recomendações e as melhores condições de parcelamento fazem com que um e-consumidor feche uma compra na sua loja. Vale lembrar que muitos desses visitantes do seu site, além de não estarem maduros em relação às compras na internet (por falta de experiência com o processo), sentem que o varejo online perdeu um pouco do relacionamento entre as partes quando não há a possibilidade de pechinchar um descontinho.

Tratando-se de pechincha, no varejo físico, um vendedor aumenta a chance de conversão quando um cliente está interessado e acaba abrindo negociação em cima de um produto. Já no varejo online, a falta de ferramentas para pedir um desconto, acaba diminuindo o número de vendas.

Para aumentar o número de vendas online, a FBITS plataforma de e-commerce, desenvolveu uma funcionalidade onde o lojista pode habilitar para quais produtos ele pode receber uma contraproposta.

Essa funcionalidade foi pensada e construída em cima de 5 premissas necessárias na gestão de e-commerce que melhoram a performance da operação:

 

1 - Produtos com margem de negociação

Dentro do portfólio de produtos de qualquer negócio, existem produtos com demanda e que possuem margem de lucro. Estes produtos podem passar por estratégias diferentes de venda, sendo em alguns momentos, o mercado passa a ter muita demanda e pouca oferta, permitindo ao lojista não praticar descontos na etiqueta do produto. Assim ter a opção de receber uma contraproposta e poder trabalhá-la depois é um atrativo para o varejista e e-consumidor.

 

2 - Produtos encalhados

Produto encalhado, dinheiro perdido. Dentro dos custos que mais devoram os balancetes de uma empresa, está o custo de movimentação de estoque. O lojista que identifica o tempo que um produto pode ficar parado em seu estoque sem perder para uma aplicação financeira sabe que precisa trabalhar estratégias de venda antes que essa perda ocorra. Trabalhar com a contraproposta também torna-se uma alternativa interessante.

 

3 - Aumento da taxa de conversão e ticket médio do site

A contraproposta pode melhorar a taxa de conversão nas vendas (desde que aceitas) e o ticket médio (desde que trabalhado com produtos acima do valor médio do site).

 

4 - Conquistar leads na base

Mesmo que não se aprove uma contraproposta recebida, o lojista terá os dados de e-mail que poderá ser usado em futuras campanhas do site.

 

5 - Oferecer desconto ao cliente e não pagar taxas a outros canais de venda

A contraproposta também pode ser utilizada pelo gestor de e-commerce para vender mais barato do que nos marketplaces, e mesmo assim ter um lucro maior. A explicação está na taxa que deverá ser paga pela venda feita no marketplace. Quando o produto for vendido diretamente pelo seu site, o lojista pode trabalhar com um percentual de desconto inferior ao praticado em taxas que devem ser pagas, ficando assim mais competitivo e ganhando para si o lead da venda.

Fernando Zambrano 
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

Comentários

    Artigos nessa seção