Por que investir em Google Ads?

Se você tem um e-commerce e ainda não trabalha com campanhas de Google Ads, acredito que logo você vai enfrentar um problema com vendas após a migração de plataforma ou mudança na forma como o Google avalia a relevância do seu site no orgânico.

 

Dados de 2016 mostram que o Google Ads obteve uma receita de U$79 bilhão de dólares, seguidos de U$110,8 bilhão em 2017 e U$136 bilhão em 2018.

 

Esses resultados apenas comprovam o poder da plataforma, o seu crescimento demonstra o quanto as empresas de diferentes portes estão dispostas a investir. Não haveria investimento se não estivesse dando retorno, correto? Sim.

 

Google Ads, o que é?

O Google Ads é a plataforma de anúncios do Google. Ela funciona com a exibição de anúncios em diversos formatos que são ativados a partir das buscas realizadas no Google e também em sites parceiros. Com o Ads é possível exibir anúncios no YouTube, Gmail, Play Store e vários outros locais espalhados pela internet, desde que sejam associados ao Google.

 

É um buscador, logo ele mostra para o usuário os resultados a partir de um diretório de sites, ou seja, conteúdos indexados. Por isso você já deve ter ouvido alguém falar sobre a importância da indexação.

 

Então, basicamente os anúncios são ativados a partir da busca de um usuário. Isso não significa que o seu site não estará dentro dos resultados caso você não invista, mas os anúncios são exibidos acima do resultado orgânico. Logo você terá mais relevância caso opte por aplicar campanhas de Ads.

 

Para começar a anunciar, basta definir o modelo de anúncio que você deseja trabalhar e também que se adeque a estratégia da campanha de comunicação que você adotou.




Modelos de Anúncios

Existem inúmeros formatos de anúncios no Google Ads, que se aplicam em praticamente qualquer estratégia de marketing digital. Segundo a própria plataforma, as 4 principais formas são:

Rede de Pesquisa

São anúncios exibidos nos resultados de busca, de acordo com as palavras chaves que foram determinadas. Eles ficam posicionados no início e fim da SERP (Search Engine Results Page), sempre com uma legenda de “anúncio” para indicar que é um resultado patrocinado.

 

Esse modelo é eficaz para alcançar usuários que estão em busca de algum produto,serviço ou qualquer solução específica.

 

A maior vantagem é que o anunciante só vai pagar quando um usuário clicar no link do resultado para acessar o site. Porém é importante ficar atento ao número de impressões dos seus anúncios, o Google usa essa métrica para determinar o valor final do clique.

 

Rede de Display

Essa forma de anúncio é exibida em sites parceiros do Google, geralmente são páginas de notícias, blogs, Youtube e outros portais que juntos formam a Rede de Display do Google. Por conta da sua capilaridade, esse modelo alcança 90% dos usuários da internet no mundo.

 

A determinação de qual site o seu anúncio será exibido é feita com base na segmentação de palavras chaves, informações demográficas e remarketing.

 

O remarketing é muito utilizado para impactar após ele ter abandonado o site. Essa prática pode ser muito efetiva quando associada a uma campanha de descontos.

 

É possível realizar campanhas de reconhecimento de marca. Marcando presença nos portais que o seu cliente acessa, lembrando ele sobre a sua existência.

 

Banner: são anúncios gráficos, podendo ser imagens, elementos interativos, animações, layouts personalizados e várias outras opções. Nesse formato de anúncio é possível usar varias técnicas de persuasão



Texto: A rede de display aceita o formato texto também, porém o Google cria um banner com a frase, mas que em muitos casos não cumpre com o objetivo de informar o usuário com uma comunicação efetiva e criativa.



Gmail: Tratam-se de anúncios exibidos na caixa de entrada  



Anúncios Youtube

Se você já acessou o YouTube em algum momento da sua vida, provavelmente já deve ter se deparado com alguns anúncios que podem aparecer no início, durante e fim da exibição do vídeo.

 

Como anunciante é possível que você produza vídeos para que eles sejam exibidos em formato de anúncios no YouTube. Com mais de um bilhão de usuários, você pode segmentar os seus anúncios com base na idade, sexo, local, nos interesses e muito mais.

 

O gasto nesse tipo de anúncio é com base na interação do usuário com a campanha. Se o anúncio for pulado antes de 30 segundos, ou antes do fim, você não terá custo.

 

Lembrando que o YouTube faz parte da Rede de Display do Google, portanto, os anúncios em formatos de banners são exibidos geralmente acima da lista de sugestão de vídeos.



Anúncios de aplicativos

Para esse formato de anúncios, as campanhas são exibidas em aplicativos específicos e na play store, é possível promover um negócio e aplicativos.

 

Como o Google Ads Funciona

O Google Ads opera no formato de leilão, em que os anunciantes oferecem dinheiro em troca das melhores posições. Porém nem sempre a maior oferta ganha.

 

A plataforma utiliza alguns fatores de qualidade para classificar a posição que os seus anúncios irão ocupar. Esse fatores compõem o Ad Rank.

 

O que é Ad Rank?

O Ad Rank será o determinador da posição dos seus anúncios no Google Ads. Ele é composto pelo Índice de Qualidade (IQ) X Lance (CPC máximo).  

 

Isso significa que pode mais que o lance dos seus concorrentes sejam maiores do que os seus, ainda é possível que o seu resultado seja superior ao dele caso o seu índice de qualidade for maior.

 

Como o índice de qualidade é calculado?

O índice de qualidade trata-se de uma avaliação feita pelo Google, essa análise gera uma nota que vai de 1 à 10.

 

É essa nota junto com o valor definido para o lance que vai determinar qual posição os seus anúncios irão ocupar de acordo com a palavra chave e segmentação definida.

 

Os dados que compõem o índice de qualidade são:

 

CTR

Representa o número de cliques dividido pelo número de vezes que o seu anúncio foi exibido. É o fator de maior peso no índice e tem como objetivo identificar o quanto o seu anúncio está sendo relevante para os usuários.

 

Relevância

O Google procurar fazer uma relação entre a palavra chave e texto do anúncio com o conteúdo do site. Verificando a sua relevância, ou seja, é necessário que as palavras chaves e o conteúdo do anúncio estejam inseridas na página de destino.

 

Página de destino

O Google considera a experiência do usuário na página de destino. Para isso são analisados três fatos: conteúdo relevante e original, transparência (confiabilidade) e navegabilidade.



O que fazer para aumentar o índice de qualidade?

Agora que sabemos quais itens compõem o índice de qualidade, vamos aprender a como melhorar esse número.

 

  • Relevância das palavras chaves do anúncio
    • Faça uma revisão das palavras chaves definidas para o grupo de anúncios. Tente sempre definir temas para os grupos, para que as palavras sejam agrupadas por temas, assim será possível acompanhar o desempenho de uma forma mais otimizada.
  • Atratividade do anúncio
    • Verifique se o seu anúncio foi escrito de modo que alguém pesquisando o considere como “feito para ele”?. Ou seja, é ideal que o anúncio contenha uma CTA (Call To Action).
Gustavo SOUZA 
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

Comentários

    Artigos nessa seção

    Ainda não encontrou o que está procurando?
    fale com um
    especialista pelo chat
    *De segunda a sexta, das 8h30 às 18h
    fale conosco por telefone
    ¹(11) 3136-0076 ou ²(41)98874 4973
    ¹ De segunda a sexta, das 8h30 às 18h.
    ² 24h para problemas que impeçam fechamento de pedidos.
    fale com um
    especialista pelo chat